Reabilitação rodoviária "Negage - 31 de Janeiro"

Projecto: Gestão de obras no âmbito da reabilitação da estrada "Negage - 31 de Janeiro"

Informações básicas

Somente dez porcento dos 56.000 quilómetros de estradas angolanas são asfaltados. Devido à guerra civil (1975 - 2002) quase todas as estradas asfaltadas estão danificadas ou impraticáveis, estando nesse estado 75% das estradas não asfaltadas, sendo que durante esse período foram destruídos dois terços de todas as pontes. Ainda é difícil circular pelo interior do país com alguma segurança rodoviária. Aplicando um extenso programa de reabilitação e construção, o governo de Angola, de 2002 até fins de 2008, encomendou a construção de aproximadamente 5.300 quilómetros de estradas e até 2011 deverão ser construídos 14.000 quilómetros. Responsável pelo planeamento rodoviário em Angola é o „Instituto Nacional de Estradas de Angola“, abreviadamente INEA.

Projecto

A reabilitação da estrada de Negage para 31 de Janeiro foi iniciada quatro quilómetros fora da cidade de Negage. Atravessando as cidades de Bungo e 31 de Janeiro, a estrada continua em direcção ao norte e desemboca na parte de sul da cidade de Damba, após um percurso total de 117 quilómetros, na Estrada Nacional EN 140. As obras incluíram também a construção de uma nova ponte com 65 metros de comprimento e o prolongamento de uma ponte com 17 metros de comprimento. No âmbito deste projecto, a GAUFF Engineering assumiu a fiscalização de todos os fornecimentos e de todas as obras executadas pela empreiteira "China Road and Bridge Corporation - CRBC", contratada pelo Instituto de Estradas de Angola.

Serviços

  • Serviços de planeamento e consultadoria

  • Fiscalização, controlo e inspecção das obras

  • Gestão das obras