Reabilitação rodoviária em Angola: “M'Banza-Congo - Nóqui“

Contrato: Gestão de obra no âmbito da reabilitação da estrada M'Banza-Congo - Nóqui

Informações básicas

Devido à falta de estradas ou a estradas danificadas na guerra civil, as viagens para o interior do país continuam ser difíceis.  No âmbito de um extenso programa de reabilitação e construção, o governo de Angola já realizou, de 2005 até fins de 2012, a construção ou reabilitação de 9.970 quilómetros de estradas com aproximadamente 500 pontes. Responsável pelo planeamento rodoviário em Angola é o „Instituto Nacional de Estradas de Angola“, abreviadamente INEA.

Projeto

A Estrada Nacional M´Banza-Congo – Nóqui tem um comprimento total de 172,3 km. Atravessa a província do Zaire e liga várias cidades e aldeias na zona fronteiriça com a República Democrática do Congo. Para a sua realização, o projeto foi dividido em duas fases.  A primeira fase de construção abrange um comprimento de 117,3 km e começa a partir de M'Banza Congo em direcção a norte. Passando pela aldeia Koko, a estrada conduz até Luvo que fica mesmo na fronteira com a República Democrática do Congo. A primeira fase abrange também um desvio a sul via Mepozo até a Mepala.

A segunda fase do projeto inclui a estradada de Mepala em direcção a noroeste até Nóqui com o comprimento de 55 km.

Para a execução das obras é aproveitada quase toda a fundação da estrada. A fim de evitar a erosão no caso de cortes no traçado da estrada, estão previstas medidas especiais.

Serviços

  • Serviços de Consultoria e Engenharia
  • Fiscalização, controlo e inspecção das obras
  • Gestão de obra